texas-moody

Emissoras de rádio e TV mexicanas pedem regras claras para transmissão de debates e entrevistas com candidatos

Depois de o Tribunal Eleitoral de México ordenar que mais de 60 emissoras de rádio e TV sejam investigadas por entrevistar candidatos ao governo do estado de Michoacán, a Câmara Nacional da Indústria de Rádio e TV enviou ao Instituto Federal Eleitoral (IFE) um questionário para o esclarecimentos das regras para a transmissão de debates nos veículos de comunicação, informou o diário Milenio.

Apesar de três conselheiros eleitorais assegurarem que os debates estão permitidos sempre que o tempo para sua transmissão não for comprado ou doado, o IFE ordenou sanções a dois pré-candidatos ao governo do estado de Nayarit por participarem de um debate transmitido por canal de TV local fora do horário determinado pelo instituto eleitoral, segundo o El Universal.

Por causa dessa decisão, a rádio Fórmula se viu obrigada a cancelar um debate entre os pré-candidatos ao governo da Cidade do México, transmitido apenas pela internet no dia 13 de janeiro, informou a própria emissora.

A confusão sobre os debates e entrevistas com candidatos está ligada a uma reforma eleitoral aprovada em 2007 no México, segundo a qual o IFE determina e regula os horários oficiais para a transmissão de campanhas políticas nos meios de comunicação e proíbe os partidos políticos de comprar anúncios no rádio e na TV.

Mais artigos