texas-moody

Ex-procurador mexicano processa jornalista premiada por calúnia

Um ex-procurador geral processou uma jornalista mexicana e uma editora por supostas calúnias publicadas no livro "Los Señores del Narco", informou Rádio Fórmula.

ação foi proposta contra a premiada jornalista Anabel Hernández e a editora Random House Mondadori, de acordo com o jornal Crónica.

Jorge Carpizo, que atuou como procurador-geral do México de 1993 a 1994, disse estar convencido de que o jornalismo investigativo deve ser defendido, mas que as acusações feitas por Hernandez prejudicaram sua reputação, segundo o jornal Vanguardia.

Carpizo foi responsável pela prisão dos narcotraficantes mexicanos Joaquín ‘El Chapo’ Guzmán e Héctor ‘El Güero’ Palma. “É muito difícil construir uma reputação e muito fácil manchá-la”, declarou Carpizo ao jornal Milenio. Em seu livro, Hernandez alega que Carpizo ficou com parte da recompensa de 400 mil dólares oferecida para a prisão de "El Chapo".

Mais artigos