texas-moody

Jornalista radicado nos Estados Unidos rejeita ação de difamação de primeiro ministro haitiano

Por Ian Tennant

Um jornalista radicado nos Estados Unidos rejeitou as afirmações do primeiro ministro haitiano, Laurent Lamothe, segundo o qual foi difamado pelo repórter do Haiti Observateur, informou a Associated Press (AP) nesta quinta-feira, 13 de setembro.

Lamothe e Patrice Baker, um homem de negócios radicado na Flórida, ingressaram com uma ação em uma corte federal de Miami, no dia 10 de setembro, alegando que o Haiti Observateur e Leo Joseph os difamaram em uma matéria "indignante e escandalosa", de acordo com o Courthouse News Service.

Joseph se manteve firme em sua posição e acrescentou que Lamothe não foi capaz de responder os questionamentos. O Haiti-Observateur, com sede no Brooklyn, Nova York, é uma publicação semanal de notícias com uma circulação de aproximadamente 75 mil exemplares em Nova York, Montreal, Flórida e Haiti.

A ação é motivada por uma série de artigos publicados entre agosto e setembro que sugerem que Lamothe e Baker se beneficiaram da compra de uma empresa de telecomunicações feita pelo governo haitiano, segundo a AP.

Nota do editor: Essa história foi publicada originalmente no blog Jornalismo nas Américas do Centro Knight, o predecessor do LatAm Journalism Review.

Mais artigos