texas-moody

Justiça Eleitoral obriga blog de jornal a tirar post do ar por "culto à imagem negativa" de candidato a prefeito

Por Isabela Fraga

O jornal O Estado de São Paulo foi obrigado a tirar do ar um post do blog do jornalista João Bosco Rabello, sob determinação da Justiça Eleitoral do estado do Macapá, na quarta-feira, 19 de setembro, informou a Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji). A Associação Nacional de Jornais (ANJ) classificou a censura como "esdrúxula" e lançou nota de repúdio à decisão da justiça, reportou o Yahoo Notícias.

O post retirado do ar, intitulado "Um prefeito sob controle judicial", está disponível no site da Procuradoria Reginal Eleitoral do Amapá. Trata do caso do atual prefeito de Macapá, Roberto Goes, que promove campanha política para sua reeleição com restrição de movimentos (ou seja, não pode ir a locais públicos nem sair do estado sem autorização, por exemplo) após ter sido preso durante uma operação da Polícia Federal, em 2010. Segundo o jornal, a matéria "não faz juízo de valor sobre o político (...). Apenas relata".

Ainda de acordo com o Estado de São Paulo, a justiça eleitoral do Amapá acatou o pedido de uma advogada do prefeito baseado na ideia de que, ao fazer referência a um caso passado, não contemporâneo, o post foi uma iniciativa ofensiva do jornalista para causar danos à campanha do político. O texto do juiz, divulgado pelo jornal, afirma que o texto do post é "o que chama de culto à imagem negativa, que é repelido pela Justiça Eleitoral". O jornal recorreu da decisão.

Nota do editor: Essa história foi publicada originalmente no blog Jornalismo nas Américas do Centro Knight, o predecessor do LatAm Journalism Review.

Mais artigos