texas-moody

O ICIJ, vencedor do Pulitzer, recebe oito novos jornalistas da América Latina

Oito jornalistas latino-americanos estão entre os 25 mais novos membros do Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação (ICIJ), a rede de jornalismo investigativo transnacional responsável pela investigação que ficou conhecida como Panama Papers​.

"Nossos 25 novos membros são líderes no campo do jornalismo investigativo em seus próprios países," disse Emilia Díaz Struck, editora de pesquisa do ICIJ e coordenadora da América Latina, ao Centro Knight. "Eles realizaram investigações jornalísticas, incluindo projetos como o Panama Papers, com grande coragem e como grandes jogadores de equipe".

Os 25 jornalistas, que representam 20 países, foram recebidos em 28 de junho em uma das maiores expansões do ICIJ nos últimos anos. Com esta adição, o consórcio conta agora com 200 jornalistas.

Muitos dos novos membros latino-americanos não só contribuíram para a investigação dos Panama Papers, vencedora do prêmio Pulitzer, mas também trabalharam e lideraram colaborações na região em temas como o escândalo Lava Jato, as empresas farmacêuticas e a corrupção, de acordo com Díaz Struck.​

"Eles trabalharam em ambientes complexos para jornalistas, alguns enfrentaram ameaças, e permaneceram independentes produzindo valiosas peças jornalísticas com padrões elevados", explicou Díaz Struck.

Estes são os novos membros latinoamericanos:​

Conforme observado pelo ICIJ, Ramírez é o primeiro jornalista hondurenho a fazer parte do grupo.

"Nos nossos últimos projetos, a América Latina apareceu como uma das regiões em que as histórias tinham conexões relevantes com figuras e empresas de interesse público," disse Díaz Struck, destacando que cerca de um terço dos jornalistas que trabalharam nos Panama Papers era da América Latina.

"Para dar sentido a uma região complexa e diversificada como a América Latina, nós contamos com uma rede de jornalistas que possuem excelentes padrões jornalísticos e sabem como investigar tópicos complexos em seus próprios países," acrescentou.

A adesão ao ICIJ, uma organização sem fins lucrativos, é apenas por convite, mas os interessados podem enviar um currículo e amostras de trabalho de investigação para contact@icij.org.

Nota do editor: Essa história foi publicada originalmente no blog de jornalismo nas Américas do Centro Knight, o predecessor do LatAm Journalism Review.

Mais artigos