texas-moody

Brasil: 2022 supera recorde de ataques à imprensa registrado no ano anterior

  • Fonte: Abraji
  • 21 novembro, 2022

"Com níveis críticos de violência contra a imprensa brasileira, 2022 não precisou de seus 365 dias para superar o recorde de agressões contra comunicadores registrado em 2021. Dados parciais do monitoramento de ataques à imprensa, realizado pela Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), revelam 504 casos identificados entre 1º.jan.2022 e 17.nov.2022 – um aumento de 11,3% em relação a todo o ano passado (453). O número gera uma média de 10,9 episódios por semana neste ano, contra os 8,7 casos semanais de 2021.

Dentro desse cenário brutal, os ataques graves aumentaram em proporções preocupantes. Entre o início de janeiro e meados de novembro, a Abraji registrou 153 situações envolvendo agressões físicas, intimidações, ameaças e apreensão e/ou destruição de equipamentos. Também houve dois assassinatos ligados à atividade jornalística – o de Givanildo Oliveira, em fev.2022, e o de Dom Phillips, em jun.2022. Esse total representa um crescimento de 89% em comparação com os casos graves identificados no mesmo período do ano anterior. A Abraji já havia sinalizado o agravamento da violência contra os jornalistas brasileiros em 2022, mas novos patamares foram alcançados no contexto das eleições."

Leia o artigo completo

Mais artigos