texas-moody

Jornalista é atacada enquanto cobria protesto contra governo na Guatemala

  • Fonte: CPJ
  • 7 dezembro, 2020

"Em 28 de novembro, uma pessoa que participava de uma manifestação contra o governo na Cidade da Guatemala  atingiu Jovanna García, jornalista do meio digital Ruda, com um tubo de ferro na clavícula e no ombro, e apontou que ela era uma 'feminista infiltrada', de acordo com um alerta do IM-Defensoras, uma organização regional de direitos humanos, e declarações da editora-chefe de Ruda, Quimy de León, que falou ao CPJ por telefone.

'As autoridades guatemaltecas devem garantir que os jornalistas possam cobrir os protestos livremente e sem sofrer assédio ou ameaças à sua integridade física', disse Natalie Southwick, coordenadora do Programa para a América Central e do Sul do CPJ, em Nova York. 'As autoridades devem investigar exaustivamente o ataque contra Jovanna García e processar o agressor'”.

Ler o artigo original (Espanhol)

 

Mais artigos