texas-moody

Jornalista guatemalteco Juan Luis Font deixa o país após ex-ministro acusá-lo por 'associação ilegal'

  • Fonte: CPJ
  • 7 abril, 2022

"As autoridades guatemaltecas devem arquivar imediatamente os processos criminais contra o jornalista Juan Luis Font, permitir que ele trabalhe livremente sem medo de represálias e parar de usar ações judiciais para assediar membros da imprensa, disse o Comitê para a Proteção dos Jornalistas na quarta-feira.

No final de março de 2022, o ex-ministro das Comunicações do país, Alejandro Sinibaldi, abriu um processo criminal contra Font, diretor do programa de rádio Con Criterio, alegando que Font havia se associado ilegalmente à ex-juíza anticorrupção Erika Aifán e ao advogado de Font, Carlos Paz, o jornalista disse ao CPJ por telefone. Se condenado, ele pode pegar de seis a oito anos de prisão, de acordo com a lei.

Font disse ao CPJ que não foi formalmente notificado de nenhuma acusação, mas decidiu deixar a Guatemala temporariamente para trabalhar sem sofrer perseguição."

Leia artigo original

Mais artigos