texas-moody

Nos últimos 25 anos, o número de jornalistas mortos disparou

“Durante os últimos 25 anos, mais de 2.300 jornalistas e repórteres morreram no exercício de sua profissão. A maioria foi morto cobrindo as notícias em zonas de guerra como Afeganistão, Síria e Irã, mas também em outros países como México, China e Filipinas. Só em 2019, foram 49 jornalistas assassinados, 389 presos e 57 sequestrados"

Ler artigo original (Espanhol)

Mais artigos