texas-moody

Grupo de Telecom lança campanha sobre liberdade de expressão na América Latina

  • Por Guest
  • 6 dezembro, 2012

By Tatiana Sell

​Uma organização criada por membros da indústria das telecomunicações lançou em 5 de dezembro uma campanha para aumentar a conscientização sobre a “situação opressiva” que vários meios de comunicação enfrentam no continente.

O Centro de Estudos para o Desenvolvimento das Telecomunicações e Acesso à Sociedade da Informação na América Latina (CERTAL em Espanhol) dará início à campanha “Abrace a Liberdade de Expressão” com uma conferência em 6 de dezembro na Universidade de Brigham Young com transmissão ao vivo pela internet às 12 p.m. (MST). Clique aqui para assistí-la.

"Esta campanha é um chamado à consciência dos cidadãos, opinião pública, politicos e imprensa sobre a importância do comprometimento coletivo com a independência dos meios de comunicação," disse o presidente do CERTAL, Pablo Scotellaro no site da organização.

De acordo com La Red 21, membros da indústria das telecomunicações criaram a organização sem fins lucrativos em 2010 com o propósito de monitorar as regulações na região.

Além da conferência, outras ações serão promovidas durante os próximos dias por meio das mídias sociais do CERTAL, que incluem o perfil do Facebook  www.facebook.com/CERTALUY e a conta @certalatam no Twitter com a hashtag #AbrazoLibertadExpresion.

Poucos dias antes do lançamento desta campanha, a rede de Intercâmbio Internacional pela Liberdade de Expressão na América Latina e Caribe (IFEX-ALC) publicou um relatório sobre a impunidade de crimes cometidos contra a liberdade de expressão na América Latina, no qual é destacado como tendência nos países da região a censura indireta dos governos aos meios de comunicação.

Nota do editor: Essa história foi publicada originalmente no blog de jornalismo nas Américas do Centro Knight, o predecessor do LatAm Journalism Review.

Mais artigos