texas-moody

Guest

Artigos recentes

Covers of different newspapers of January 9, 2023 edition.

Como cobrir o extremismo no Brasil

Procurar especialistas, não normalizar atitudes antidemocráticas e fornecer ao público o contexto necessário sobre mentiras e desinformação são alguns dos conselhos de especialistas sobre como cobrir atos de grupos extremistas, como os que aconteceram em 8 de janeiro no Brasil.

Illustration of a person between two TV sets covering their ears

'Notícias? Não aguento mais!' Pesquisa analisa impacto de saturação informativa na Argentina

Excesso de informação, saturação e necessidade de se desconectar. A tendência já estava em andamento no mundo todo. Houve um hiato durante a pandemia, quando o consumo de notícias foi essencial. Depois, o público global, saturado, parece ter enjoado de tanta informação. O projeto de pesquisa "Ciências Sociais em tempo real", da Universidad Nacional de San Martín (Buenos Aires), analisa esse impacto na Argentina.

a radio studio in the backround and a microphone and a phone logging on twitter

Jornalismo latino-americana inclui Twitter Spaces em parte de sua estratégia digital

Eleições presidenciais, causas sociais, desinformação, tendências noticiosas, jogos de futebol ou a última canção de Shakira são alguns dos tópicos de debate, escolhidos pela mídia, para criar os chamados Twitter Spaces. LJR falou com jornalistas latino-americanos para descobrir como eles utilizam a ferramenta em sua estratégia digital.

Headshots of journalists killed in Mexico in 2022

México encerra 2022 com quase vinte jornalistas assassinados, enquanto colegas e organizações pedem justiça e o fim da impunidade

Com o assassinato de Pedro Pablo Kumul em 21 de novembro em Veracruz, pelo menos 17 membros da imprensa foram assassinados no México em 2022. Jornalistas e organizações internacionais exigem justiça e concordam que somente a aplicação correta da justiça pode deter a sangrenta onda que ameaça o jornalismo no México.

Journalist in blue shirt and beanie is watched over by protesters in Brazil

Liberdade de imprensa no Brasil: dois jornalistas falam sobre a intimidação que sofreram ao cobrir os resultados das eleições

Desde 1º de novembro, apoiadores de Bolsonaro questionam os resultados das eleições bloqueando rodovias nacionais e interestaduais com caminhões e tratores. Jornalistas que cobrem os protestos têm sido agredidos e intimidados enquanto trabalham. A LatAm Journalism Review entrevistou dois jornalistas vítimas de intimidações. Eles nos contaram sobre suas experiências em campo.

Man behind several microphones

Sob ataque, jornalismo avança nos anos Bolsonaro, mas hesita diante de fascismo e democracia

Jornalistas brasileiros viveram anos de violência, perseguição e exaustão sob o presidente Jair Bolsonaro, derrotado em sua tentativa de reeleição. Amplificado pela pandemia, o ambiente de pressão gerou avanços, mas também expôs contradições.

'Me ligam para me ameaçar e dizer que não posso voltar': jornalista Michelle Mendoza, da Guatemala

A jornalista guatemalteca Michelle Mendoza, correspondente da CNN, está no exílio há seis meses após anos de perseguição e ameaças por seu trabalho jornalístico. Mesmo fora da Guatemala, ela é recebe constantemente ligações e mensagens para intimidá-la e impedi-la de retornar. Nesta entrevista, ela fala sobre sua situação e o assédio de que tem sido alvo.

group of young people facing the camera, one holding a baby

Laboratório de jornalismo de dados liderado por jovens produz informações vitais sobre meio ambiente e segurança em favela do Rio de Janeiro, Brasil

Durante a pandemia, jornalistas comunitários e médicos de clínicas locais alertaram que os números oficiais não refletiam a realidade do número de casos de Covid 19 nas favelas. O Labjaca, laboratório de jornalismo de dados e informação, nasceu na pandemia na favela do Jacarezinho, Rio de Janeiro, Brasil, para informar a população de lá.

Carlos Dada

Carlos Dada investiga o poder e a criminalidade enquanto a democracia retrocede em El Salvador

Carlos Dada e sua equipe do El Faro têm iluminado os cantos sombrios de seu país e da região desde a fundação do veículo — a primeira iniciativa de mídia exclusivamente digital na América Latina — junto com o empreendedor Jorge Simán em 1998. Por causa disso, eles provocaram a ira de um governo cada vez mais autoritário.

A hacked mobile phone with a voice recorder and a keyboard in the background

Para jornalistas mexicanos, promessa do presidente López Obrador de conter spyware soa vazia

Acabar com a vigilância ilegal de jornalistas e ativistas foi uma das promessas de Andrés Manuel López Obrador após se tornar presidente do México em 2018. Quatro anos depois, novas evidências de espionagem de jornalistas estão surgindo, enquanto jornalistas e ONGs acreditam que o presidente tem pouco a mostrar em relação às promessas.