texas-moody

Jornalista de Veracruz descreve como conseguiu sair do México para salvar sua vida

Miguel Ángel López Solana, filho de um colunista assassinado brutalmente em Veracruz com sua família em junho de 2011, descreveu aos assistentes do Fórum de Austin as aventuras que viveu para sair do México para fugir das ameaças que sofria. Atualmente, ele aguarda um visto de asilo político nos Estados Unidos. Em sua participação no Fórum, ele descreveu os riscos que enfrentam seus colegas em Veracruz, estado aonde foram assassinados seis jornalistas do diário Notiver, incluindo seu pai, Miguel Ángel López Velasco, subdiretor desse periódico, e seu irmão, Misael López Solana, fotógrafo do mesmo jornal. Atualmente, Veracruz é o lugar mais perigoso para jornalistas no mundo e está localizado na costa oriental do México, o pior país para o exercício jornalístico nas Américas, de acordo com Repórteres Sem Fronteiras.

Mais artigos