texas-moody

Jornalistas são agredidos durante cobertura na Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro

Quatro jornalistas foram hostilizados e agredidos na tarde desta quinta-feira, 22 de agosto, enquanto cobriam a primeira sessão da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) dos Ônibus na Câmara Municipal do Rio de Janeiro, informou o portal G1.

Julio Molica e Antonia Martinho, da Globonews, foram empurrados para fora do local por manifestantes, que, segundo denúncias feitas à emissora, seriam seguranças contratados para se manifestar a favor dos integrantes da CPI. O cinegrafista da Band Sergio Colonesi e o jornalista do Terra Cirilo Júnior também sofreram agressões em meio a um tumulto com black blocs, de acordo com o UOL.

Na segunda-feira, 19 de agosto, jornalistas foram alvo de jatos de spray de pimenta disparados por policiais militares durante outra manifestação na rua do Catete, também no Rio de Janeiro. Na semana anterior, o cinegrafista do SBT, Rafael Santos, foi vítima de uma pedrada, em São Paulo.

Em nota, a Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) reafirmou a preocupação com o clima de hostilidade contra a imprensa. "Agressões a jornalistas estão se tornando perigosamente rotineiras. A democracia não é compatível com atitudes que contrariam o direito à informação de toda a sociedade. A Abraji se solidariza com as vítimas e faz um apelo para que as agressões cessem".

A presidente do Sindicato dos Jornalistas do Município do Rio, Suzana Blass, e o diretor Rogério Marques se reuniram nesta quinta com o comandante da Polícia Militar, coronel José Luís Castro Menezes, para cobrar o fim das agressões a jornalistas e a punição dos policiais envolvidos, de acordo com Agência Brasil.

Desde o início das manifestações contra o aumento das passagens de ônibus em junho, vários profissionais da imprensa têm sido alvos de ataques de policiais e manifestantes e prisões arbitrárias durante o trabalho de cobertura dos atos. Segundo a Abraji, já são mais de 60 jornalistas agredidos ou ameaçados.

Nota do editor: Essa história foi publicada originalmente no blog de jornalismo nas Américas do Centro Knight, o predecessor do LatAm Journalism Review.

More Articles