texas-moody

Ministro das Comunicações diz ser contra posse de jornal, rádio e TV na mesma região

  • Por Guest
  • 13 janeiro, 2011

Por Maira Magro

O novo ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, defendeu a proibição de que um mesmo grupo tenha simultaneamente rádio, jornal e TV numa mesma região do país, noticiou a Folha de S. Paulo. A declaração foi feita em entrevista ao programa "3 a 1", da TV Brasil, que foi ao ar na quarta-feira à noite. (veja o vídeo abaixo).

O veto à chamada propriedade cruzada dos meios de comunicação é uma das medidas propostas no anteprojeto de lei para um marco regulatório da mídia, deixado pelo governo passado, explica O Globo. O objetivo é desconcentrar o setor: "Há centenas de empresas no mercado, mas quatro ou cinco concentram mais de 90% da audiência”, afirmou o ministro, em citação da Folha. Bernardo também destacou a importância de manter percentuais de conteúdo nacional e regional, conforme determina a Constituição, relata a TV Brasil em seu site.

Na semana passada, diz o iG, o novo ministro também disse ser contra a concessão de emissoras de rádio e TV para políticos. Bernardo já afirmou, no entanto, que o projeto do marco regulatório das comunicações deve antes passar por consulta pública. O ministro vem comentando alguns desses assuntos em seu perfil no Twitter, que já conta com mais de 11 mil seguidores.

Nota do editor: Essa história foi publicada originalmente no blog de jornalismo nas Américas do Centro Knight, o predecessor do LatAm Journalism Review.

Mais artigos