texas-moody

Organização jornalística da Argentina apóia profissionais que lutam contra pressões editoriais

Em comunicado, o Fórum de Jornalismo Argentino (Fopea) manifestou preocupação com o conflito entre alguns jornalistas e os veículos para os quais trabalham, públicos ou privados, em 2012. Profissionais relataram pressões editoriais que vão contra a ética jornalística, diz o comunicado.

O Fopea reconheceu a coragem dos profissionais que se opõem a essas pressões.

Entre os casos, o de quase 100 jornalistas do Grupo Uno, do empresário Daniel Vila, que, diante até de mudanças em suas matérias, decidiram assinar um documento no qual pedem que sua "consciência editorial" seja respeitada, informaram o portal Política Online e o Fopea. O empresário - rodeado de seguranças, participou de uma reunião com os jornalistas, durante a qual disse que "as pressões não só continuarão, como ficarão mais fortes". E acrescentou: "Quem não estiver satisfeito, que vá embora", de acordo com o portal Explícito Online.

Embora reconheça o direito das empresas de defender suas posições, o Fopea destacou que, para tal fim, há os editoriais. Nas matérias, essa defesa pode prejudicar o sistema democrático.

Nota do editor: Essa história foi publicada originalmente no blog Jornalismo nas Américas do Centro Knight, o predecessor do LatAm Journalism Review.

Mais artigos