texas-moody

Repórter mexicana denuncia agressões ao cobrir treino de futebol americano

Uma jornalista do canal mexicano TV Azteca denunciou que foi maltratada e agredida por jogadores dos New York Jets, equipe de futebol americano dos Estados Unidos, durante um treino no dia 11 de setembro, informaram a EFE e a Associated Press.

Inés Sainz fazia uma matéria sobre o quarterback Mark Sanchez, descendente de mexicanos, quando um treinador lançou bolas em sua direção e os jogadores gritaram vaias e expressões fortes enquanto ela se aproximava do vestiário, afirmaram o Nuevo Herald e o Lance!Net.

A jornalista postou uma mensagem no Twitter dizendo que estava "morrendo de vergonha."

A Liga Nacional de Futebol Americano (NFL) está investigando o incidente, diz o New York Times, e a Associação para Mulheres na Imprensa Esportiva anunciou que programaria um treinamento sobre "educação e consciência" para o time de futebol americano, afirma a AFP.

Nota do editor: Essa história foi publicada originalmente no blog de jornalismo nas Américas do Centro Knight, o predecessor do LatAm Journalism Review.

More Articles