texas-moody

SIP elege presidente e diretores

Durante sua 66a. Assembleia Geral, entre 5 e 9 de novembro, em Mérida, no México, a Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP) escolheu sua nova diretoria, para o período 2010-2013.

A SIP também elegeu seu novo presidente, Gonzalo Marroquín, do jornal guatemalteco Prensa Libre, que ocupará o cargo no período 2010-2011. Foram eleitos ainda: Milton Coleman, do Washington Post (EUA), como primeiro vice-presidente; Jaime Mantilla, do Hoy in Quito (Equador), como segundo vice-presidente; Elizabeth Ballantine, do Durango Herald (EUA), como tesoureira; Sidnei Basile, do Grupo Abril (Brasil), como secretário; e Julio E. Muñoz como diretor executivo.

Os novos diretores são:

Cristina Aby-Azar, The Wall Street Journal, Nova York (EUA)

Elizabeth Ballantine, The Durango Herald, Durango (EUA)

Sidnei Basile, Editora Abril, São Paulo (Brasil)

Armando Castilla, Vanguardia, Saltillo (México)

Sue Cross, The Associated Press, Nova York (EUA)

Veronica Dillon, The Washington Post, Washington (EUA)

Armando González, La Nación, San José (Costa Rica)

Anders Gyllenhaal, The Miami Herald, Miami (EUA)

Juan Fernando Healy, El Imparcial, Hermosillo (México)

José Santiago Healy, Diario San Diego, San Diego (EUA)

Saturnino Herrero, Clarín, Buenos Aires (Argentina)

Juan Pablo Illanes, El Mercurio, Santiago (Chile)

Luis Marroquín, Siglo Veintiuno, Guatemala (Guatemala)

Silvia Miró-Quesada, El Comercio, Lima (Peru)

Bartolomé Mitre, La Nación, Buenos Aires (Argentina)

Francisco Montes, Diario de Cuyo, San Juan (Argentina)

Paulo de Tarso Nogueira, O Estado de S. Paulo, São Paulo (Brasil)

Robert Rivard, San Antonio Express-News, San Antonio (EUA)

Jaime A. Ruiz, Novedades de Campeche, Campeche (México)

Jayme Sirotsky, RBS, São Paulo (Brasil)

Além deles, Andrés Mata Osorio, do El Universal em Caracas, Venezuela, e María Elvira Domínguez, do El País em Cali, Colômbia, foram eleitos para preencher eventuais vagas na diretoria nos períodos 2008-2011 e 2009-2012, respectivamente.

Durante o evento, a SIP decidiu enviar suas 22 resoluções, a maioria relacionada à liberdade de imprensa, a governos e organizações interamericanas. A SIP também produziu um relatório final analisando a situação da mídia no continente.

Nota do editor: Essa história foi publicada originalmente no blog de jornalismo nas Américas do Centro Knight, o predecessor do LatAm Journalism Review.

Mais artigos