texas-moody

ANP condena libertação de sequestradores de jornalistas na Bolívia

"A Associação Nacional de Imprensa (ANP) condenou fortemente a decisão do juiz Roberto Cruz Hurtado que libertou dois sequestradores de jornalistas, em duas audiências realizadas entre quarta-feira 22 e segunda-feira 27 de junho, e qualificou o fato como um ato condenável de impunidade que distorce o senso de justiça.

Ontem, o juiz Cruz concedeu prisão domiciliar sem escolta policial a Hebert Sixto Canaza Sacaca, acusado do sequestro de 17 pessoas, incluindo seis jornalistas, trabalhadores agrícolas e policiais, em 28 de outubro de 2021, em uma propriedade invadida na província de Guarayos, do departamento de Santa Cruz, Bolívia.

(...)

O presidente do Sindicato dos Jornalistas de Santa Cruz informou que foi protocolado um pedido na Procuradoria Geral do Estado para iniciar uma auditoria jurídica.

O recurso permitirá estabelecer que o juiz Hurtado cometeu prevaricação, 'sem se importar que durante a audiência de 27 de junho tenha sido lembrado que, durante a reconstrução dos fatos, os jornalistas que sofreram sete horas de sequestro e tortura física e psicológica contaram em lágrimas o que aconteceu em outubro passado'."

Leia o artigo original

More Articles