texas-moody

Especialistas avaliam efeitos do monitoramento de jornalistas feito pelo governo brasileiro

  • Fonte: Abraji
  • 3 dezembro, 2020

"Rubens Valente, colunista do UOL, obteve um relatório sobre o comportamento de 81 “influenciadores” - 44 deles jornalistas - nas redes sociais. A análise foi produzida pela BR+ Comunicação a pedido do Ministério da Economia, que se aproveita de um contrato estabelecido entre a empresa e o Ministério da Ciência e da Tecnologia (MCTI). A transação, que engloba outros serviços, é feita por meio de um termo de execução descentralizada (TED), de jun.2020, no valor total de R$ 2,7 milhões.

[...]

As classificações dadas aos “influenciadores” chamaram a atenção do jornalista: detratores (51); favoráveis (23); neutros informativos (oito). A lista ainda indicava ao governo formas de abordagem diferentes em relação aos profissionais: quais ações propor, quanta atenção cada um deveria receber. Valente sublinha que alguns profissionais de imprensa eram descritos como opositores."

Leia o artigo original

Mais artigos