texas-moody

Jornalista da Radio La Costeñísima, da Nicarágua, é declarada culpada por delito de calúnia

“A juíza Deyanira Traña, responsável pelo Juizado Penal Local de Bluefields, declarou culpada a jornalista e chefe de imprensa da Rádio La Costeñísima, Kalúa Salazar, na manhã desta quarta-feira, 23 de setembro, pelo crime de calúnia, após divulgar a reportagem: 'Revelada corrupção na Prefeitura do município de El Rama'.

Salazar, ao deixar o Complexo Judicial de Bluefields, assegurou que considera "injusta" a decisão contra ela, já que reiterou que a única coisa que fizeram na Rádio La Costeñísima foi "abrir os microfones para que os cidadãos denunciem". (...)

A chefe de imprensa de La Costeñísima também alertou que o que esses tipos de sentenças fazem é "criminalizar" o jornalismo independente.

Ler o artigo original (Espanhol)

Mais artigos