texas-moody

Autoridades cubanas confiscam exemplares de publicação venezuelana com críticas a Chávez e Castro

Um coletivo anarquista denunciou que a aduana cubana confiscou um pacote com exemplares de um jornal venezuelano, segundo o site Havana Times.

Segundo o Taller Libertario Alfredo López, o pacote com exemplares da mais recente edição do jornal El Libertario havia sido enviado pela empresa DHL. O confisco foi registrado em uma ata na qual as autoridades cubanas afirmar que, durante a inspeção do material, foram "detectados 17 jornais cujo conteúdo atenta contra os interesses gerais do país", acrescentou o grupo ao Observatorio Crítico Desde Cuba.

De acordo com o Taller, os exemplares da edição dezembro 2012-janeiro 2013 traziam editoriais contra o governo de Hugo Chávez e os regimes de Cuba e China. O coletivo considerou o confisco um "atentado ao livre fluxo de ideais e informação".

Em 2012, Cuba apareceu na lista dos 10 países com mais censura no mundo, feita pelo Comitê de Proteção aos Jornalistas (CPJ).

Nota do editor: Essa história foi publicada originalmente no blog Jornalismo nas Américas do Centro Knight, o predecessor do LatAm Journalism Review.

Mais artigos