texas-moody

Jornalista equatoriana é ameaçada após divulgar investigação sobre irregularidades do primo do presidente

Por Liliana Honorato

Uma jornalista equatoriana recebeu ameaças, supostamente por difundir informação sobre uma investigação que vincula a irregularidades o primo do presidente Rafael Correa, informou a organização equatoriana não governamental Fundamedios.

A jornalista Jeanette Hinostroza, que conduz o polêmico programa “La Mañana de 24 Horas” da emissora de TV Teleamazonas, não apresentou a terceira e última parte de sua investigação no dia 14 de setembro, quando a jornalista recebeu as ameaças, segundo a Associação de Entidades Jornalísticas Argentinas (ADEPA).

De acordo com a Fundamedios, o fato foi divulgado no Twitter pelo ativista político e ex-apresentador de televisão Carlos Vera e o usuário @gabo_valle_ec, que informaram que a família da jornalista também foi ameaçada.

"Até o momento não tivemos um só pronunciamento das autoridades a respeito. Esta atitude não é a primeira vez que ocorre", ressaltou o diretor executivo da Fundamedios, César Ricaurte, recordando ao presidente Correa que os jornalistas são defensores dos direitos humanos, segundo o jornal Hoy. Correa outra vez colocou a culpa na imprensa por ir “contra ele e vários dos altos funcionários da sua administração”, acrescentou Hoy.

Nota do editor: Essa história foi publicada originalmente no blog Jornalismo nas Américas do Centro Knight, o predecessor do LatAm Journalism Review.

Mais artigos