texas-moody

Jornalistas recebem ameaças de morte após publicação de artigo sobre conflitos na construção de uma mina no Peru

Jornalistas de um jornal local no Peru receberam várias ameaças de morte após a publicação de um artigo em que recomendavam o diálogo como forma de solucionar o conflito desencadeado pelos opositores da construção de uma mina em Cajamarca, noroeste do país, informou o Instituto Imprensa e Sociedade (IPYS).

O editor Jaime Abanto Padilla, o diretor Armando Loli e os jornalistas Pedro Aliaga e Alberto Moreno, do jornal Panorama Cajamarquino, receberam ligações com ameaças de morte no sábado, 3 de dezembro, segundo o IPYS. Uma funcionária administrativa da publicação também recebeu um papel com desenhos e ameaças na porta de sua casa.

“Diante da perturbadora situação, a gerência do grupo Panorama optou por dar um período de férias a alguns de seus jornalistas para protegê-los”, anunciou a publicação.

O governo peruano declarou estado de emergência na província de Cajamarca, onde os protestos contra investimentos americanos no projeto minero se tornaram mais radicais, com bloqueios e o fechamento do aeroporto local, de acordo com a Reuters. Na cobertura deste conflito social, vários jornalistas têm sido agredidos pelos manifestantes.

Mais artigos