texas-moody

Matt Thompson, editor-chefe do Reveal: há muito a se desaprender com a 'era de ouro' do jornalismo

  • Por Guest
  • 16 abril, 2019

Por Omar Rodríguez Ortiz

O último palestrante especial do ISOJ 2019, Matt Thompson, disse que, embora haja muito a aprender com a “Era de Ouro” da imprensa, há muito a se desaprender também.

"Disseram-me definitivamente que o fim dos anos 1960 até o início dos anos 1990 foi a era de ouro da imprensa", disse Thompson, editor-chefe do Center for Investigative Reporting (Reveal). “No entanto, quando comecei a trabalhar para organizações de notícias em todo o país, mais frequentemente encontrava ceticismo de nossas comunidades logo após a ‘Era de Ouro’”.

"Senti a falta de confiança do público em todos os lugares em que estive", disse ele.

Thompson disse que todas as cidades em que esteve trabalhando como jornalista tinham um apelido pejorativo para o jornal local.

“Quando eu falei desses apelidos para os mais velhos na redação, essa é a defesa com a qual eles tentaram me armar: 'nós recebemos isso dos dois lados'”, disse Thompson. “Dois lados?” Thompson perguntou com ceticismo. "Você acha que existem apenas dois lados?"

“E além disso, você acha que ganhar a inimizade de todos é secretamente uma estratégia de longo prazo para restaurar a confiança: 'se continuarmos a irritá-los, eventualmente eles nos amarão novamente'?”.

Este é apenas um exemplo do que os jornalistas devem desaprender da "Era de Ouro", de acordo com Thompson.

Thompson, que também é editor colaborador da revista norte-americana The Atlantic, mostrou um clipe de Epic 2014, um curta de 2004 sobre o futuro das notícias, criado por Thompson e Robin Sloan, um escritor de ficção. O filme mostra uma distopia em que empresas de tecnologia como Google e Microsoft se destacam como organizações de mídia muito poderosas.

Thompson disse durante sua palestra que as coisas que estavam acontecendo com essas empresas "foram tratadas como se estivessem em um domínio fora do jornalismo".

Este foi um grande erro, de acordo com Thompson.

A maioria dos jornalistas naquele momento "não entendia como o Google, o Friendster e a Amazon eram interessantes e importantes para uma organização de notícias", disse Thompson à Ars Technica em 2014.

Thompson disse que entender a história do jornalismo é importante para levar a indústria à próxima "era de ouro".

"Não acredito que possamos inventar o futuro olhando para trás, mas não acredito que possamos melhorar o futuro a menos que tenhamos um entendimento genuíno de nossa história".

O vídeo do discurso de Thompson, bem como sua entrevista com Jay Rosen, professor da Universidade de Nova York e diretor do Membership Puzzle Project, está disponível no site isoj.org.

Mais artigos