texas-moody

Mesmo após reforma, lei eleitoral ainda limita liberdade de expressão na Bolívia

Organizações de imprensa denunciam que a modificação "apressada e parcial" da Lei de Regime Eleitoral não acabou com a proibição segundo a qual os veículos de comunicação podem ser punidos por divulgar ou opinar sobre as propostas dos candidatos, informou o Los Tiempos.

A Associação Nacional de Jornalistas da Bolívia (ANPB), a Associação Nacional de Imprensa (ANP), a Associação Boliviana de Emissoras de Rádio (Asbora) e a Associação de Jornalistas de La Paz (APLP) afirmam que o Artigo 82 da lei ainda limita a liberdade de expressão, opinião e informação no país, acrescentou a FM Bolivia.

Recentemente, a imprensa boliviana havia comemorado a decisão do presidente Evo Morales de modificar a Lei Eleitoral, em meio a discussões sobre leis que limitariam a liberdade de expressão no país.

Nota do editor: Essa história foi publicada originalmente no blog de jornalismo nas Américas do Centro Knight, o predecessor do LatAm Journalism Review.

More Articles