texas-moody

No México, associação é criada para denunciar supostas manipulações de informação pela Televisa

Jornalistas, acadêmicos e especialistas em telecomunicações do México criaram uma associação, a “Já chega dos Abusos da Televisa”, para denunciar supostas campanhas e manipulações de informação feitas pela emissora mexicana, informou o site La Silla Rota.

O site Televileaks cita vários dos supostos casos de manipulação de informação pela emissora, com o objetivo de desacreditar empresários e formadores de opinião que querem uma maior concorrência no setor de telecomunicações no país, hoje dominado por oligopólios.

A associação foi criada pelo empresário Simón Charaf, dono do Bar Bar, local onde o jogador de futebol paraguaio Salvador Cabañas foi baleado na cabeça em 2010. De acordo com Charaf, a emissora teria se utilizado do episódio para forçá-lo a vender suas ações de uma empresa da qual a Televisa também era sócia. Anteriormente, Charaf havia criado o site A verdade sobre o Bar Bar, para contar sua versão da história.

“São cada vez mais evidentes os constantes abusos, ataques e manipulações por parte da Televisa contra os que atrapalham seus interesses”, diz um comunicado da organização.

Mais artigos