texas-moody

Nos EUA, pré-candidato à Presidência ataca imprensa durante debate

O pré-candidato à Presidência dos Estados Unidos Newt Gingrich entrou em conflito com o jornalistas da CNN John King durante um debate republicano realizado no estado da Carolina del Sur no dia 19 de janeiro e acusou veículos "destrutivos, virulentos, negativos" de tornar "mais difícil (a tarefa de ) governar este país", informou o Politico.

Após o debate, moderado por King, o jornalista da CNN David Gergen disse no ar que a investida de Gingrich contra a mídia representava "um dos ataques mais duros contra a imprensa que vemos em um longo, longo tempo", acrescentou o Politico.

Segundo a revista New Yorker, o ataque de Gingrich ocorreu quando King dava início ao debate. King pediu ao pré-candidato que comentasse entrevistas dadas pela ex-mulher dele ao Washington Post e à ABC News sobre uma suposta traição. Na época, a atual esposa do conservador seria sua amante e ele teria proposto um "relacionamento aberto" à mulher.

Para o Baltimore Sun, King e os jornalistas que entrevistaram a ex-mulher de Gingrich não fizeram nada de errado, pois estavam fazendo seu trabalho ao investigar um candidato à Presidência e dar a ele a oportunidade de fazer seus comentários.

Já o Poynter destacou que não apenas os republicanos reclamam da mídia, já que o president Barack Obama, do Partido Democrata, reclamou, em recente entrevista à revista Time, que a imprensa o apresenta como distante: "Os jornalistas credenciados [na Casa Blanca] talvez achem que não dedico a eles tempo suficiente e concluem que, se não estou passando tempo com eles, tenho que ser frio".

More Articles