texas-moody

Procuradoria investigará operação de busca e apreensão em revista opositora no Equador

  • By Guest
  • 23 December, 2010

Por Ingrid Bachmann

A direção da revista equatoriana Vanguardia pediu à Justiça a devolução de 40 computadores levados durante uma operação policial em sua redação, em Quito. A Procuradoria-Geral investigará o caso, informaram o Hoy e o El Universo.

Na semana passada, cerca de 15 policiais invadiram a sede da revista por causa de uma suposta dívida de US $14 mil em aluguel, segundo a CRE. De acordo com o El Tiempo, o incidente foi considerado um atentado à justiça e à liberdade de expressão pelo presidente-executivo da Vanguardia, Juan Carlos Calderón, que atribuiu a ordem de invasão à linha editorial crítica da publicação. O presidente do Equador, Rafael Correa, tem mantido uma relação conflituosa com a imprensa do país.

Juan Carlos Calderón também reclamou da forma como foi realizada a operação policial, acrescentou o jornal La Hora. A ONG local Fundamedios considerou o incidente uma “agressão muito grave” a um veículo de imprensa, informou o Hoy. Para a Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP), tanto a participação da polícia, como a retirada de equipamentos da redação da revista foram um “abuso desproporcional”.

Nota do editor: Essa história foi publicada originalmente no blog de jornalismo nas Américas do Centro Knight, o predecessor do LatAm Journalism Review.

More Articles