texas-moody

CIDH condena o assédio contra artistas, jornalistas e ativistas em Cuba

  • Fonte: CIDH
  • 13 Maio, 2021

"Washington DC - A Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) e suas Relatorias Especiais para a Liberdade de Expressão (RELE) e para os Direitos Econômicos, Sociais e Culturais (REDESCA) condenam o assédio a artistas, jornalistas e defensores dos direitos humanos em Cuba, e apelam ao Estado para que cesse os atos de perseguição contra quem exerce o direito à liberdade de expressão.

Desde o início de 2021, a CIDH e seus Relatores Especiais têm acompanhado com preocupação a escalada da repressão contra jornalistas independentes, artistas e defensores dos direitos humanos que exercem sua liberdade de expressão e criação artística no país. Neste contexto, o assédio aos membros do Movimento San Isidro (MSI), que, desde novembro de 2020, são perseguidos pela polícia política e pela Secretaria de Segurança do Estado, suscita particular preocupação. Nas semanas e meses que se seguiram ao protesto paradigmático de 27 de novembro, foram documentadas inúmeras prisões de pessoas que fazem parte do MSI e seus aliados, que enfrentam constante vigilância policial fora de suas casas, o que pode equivaler a uma prisão domiciliar ”.

Ler o artigo original (Espanhol)

Mais artigos