texas-moody

Colômbia: Um ano após o assassinato do jornalista Efraín Montalvo, a FLIP alega falta de progresso na investigação

  • Fonte: FLIP
  • 21 setembro, 2022

“Há um ano, em 19 de setembro de 2021, o jornalista Marcos Efraín Montalvo foi assassinado em Tuluá, Valle del Cauca. […] Seu assassinato gerou um clima de autocensura e tornou visíveis os riscos enfrentados pela imprensa na região.

Para o Ministério Público [da Colômbia], uma das hipóteses é que o assassinato esteja relacionado à profissão jornalística de Montalvo. No entanto, durante o último ano não foi esclarecido quem determinou o homicídio e quais foram suas motivações. Os esforços do Ministério Público têm sido direcionados à captura dos criminosos, que são o elo mais fraco de toda a cadeia criminosa. […]

Para a FLIP, esses avanços não desfazem o risco dos repórteres que denunciam assuntos de interesse local em Tuluá; Portanto, não há reparação em termos de verdade e reconhecimento do risco diferenciado para a imprensa local. É fundamental que o Estado processe toda a cadeia criminosa e, assim, demonstre seu compromisso com o combate à impunidade desse tipo de crime.”

 

Leia o artigo original (em espanhol)

Mais artigos