texas-moody

Bolívia acusa diretor de jornal paraguaio de ajudar na fuga de governador

  • By Guest
  • 20 January, 2011

Por Maira Magro

O porta-voz da Presidência da Bolívia, Iván Canelas, acusou o diretor do jornal paraguaio ABC, Aldo Zuccolillo, e um senador de ajudarem o ex-governador de Tarija, Mario Cossío Cortez, a fugir do país, noticiaram os jornais bolivianos Los Tiempos e Opinión. Cossío foi afastado do cargo por acusações de corrupção que alega ter fundo político.

O representante do governo boliviano mencionou uma entrevista ao site Paraguay.com na qual o senador paraguaio Alfredo Jaeggli, do Partido Liberal (PLRA), afirma ter feito o impossível” para que Cossío conseguisse refúgio em seu país. O senador afirmou, em citação do site: (Cossío) “escapou da Bolívia com um amigo meu no porta-malas de seu carro, nem sequer foi julgado. Então, Cossío entrou em contato comigo, eu fiz contato com Acero (Aldo) Zuccolillo, expliquei tudo pra ele e com ele estamos fazendo esta campanha em favor deste senhor, porque acreditamos que o que Evo Morales está fazendo na Bolívia é uma verdadeira barbaridade”.

entrevista foi repercutida pelo jornal La Nación, de Assunção, e comentada pela imprensa boliviana.
O governo paraguaio negou qualquer influência política na decisão da Comissão Nacional de Refugiados de conceder refúgio a Cossío, segundo o ABC.

O porta-voz do governo boliviano também disse que foi feita uma “investigação midiática” do caso, consistente na análise de jornais paraguaios como Última Hora, La Nación e ABC.

Nota do editor: Essa história foi publicada originalmente no blog de jornalismo nas Américas do Centro Knight, o predecessor do LatAm Journalism Review.

More Articles