texas-moody

Fotógrafo é agredido, ameaçado e detido por policiais de Juárez, no México

Um fotógrafo mexicano denunciou ter sido agredido e detido por policiais da cidade fronteiriça de Juárez que prendiam um moradores de rua, segundo o Centro de Jornalismo e Ética Pública (CEPET, na sigla em espanhol).

De acordo com Luis Ramírez Sánchez, fotógrafo do jornal El Norte, os policiais tomaram sua câmera à força, além de levarem sua identidade, seu celular e seu carro, acrescentou o site Una Fuente. Em seguida, o profissional teria sido levado a uma delegacia, onde foi trancado em um quarto escuro. Os policiais teriam ainda ameaçado matá-lo enquanto circulavam com ele por uma área onde frequentemente corpos são localizados, informou o jornal local El Monetario.

Os policiais justificaram a agressão e os golpes com o argumento de que o fotógrafo havia interferido no trabalho deles, noticiou o diário El Norte.

O México é atualmente considerado o país mais perigoso do mundo para a prática do jornalismo. Veja um mapa dos ataques contra a imprensa mexicana.

Mais artigos