texas-moody

Jornal equatoriano acata decisão da Justiça e publica pedido de desculpas ao governo

Acatando uma ordem judicial, o jornal equatoriano La Hora publicou um pedido de desculpas ao governo do país na edição de 14 de novembro, informou o El Diario. Com o 'título “Retificação judicial”, o La Hora anunciou em sua capa a correção de uma matéria de outubro, “71 milhões em propaganda”, na qual falava dos gastos do governo com publicidade oficial, acrescentou o El Diario.

O subsecretário de Administração Pública, Alejandro Pico, havia enviado uma carta ao La Hora para manifestar seu desacordo com os número apresentados, segundo o portal Perú 21. Embora as informações tenham sido repassadas pelo Centro de Monitoramento da Corporação Participação Cidadã, Pico processou a publicação.

Por isso, o jornal publicou a correção com o título “2012: 12 milhões em publicidade oficial” , posteriormente publicando uma carta enviada por Pico e um pedido de desculpas, acrescentou o portal Confirmado.

Um dia antes, a Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP) havia criticado a decisão judicial, que, "influenciada pelo Poder Executivo, pretende forçar um jornal a 'corrigir-se' por uma informação baseada em uma fonte identificada e 'desculpar-se' ao governo”.

A ONG equatoriana Fundamedios considerou a decisão uma “violação” dos direitos às liberdades de expressão e imprensa.

Nota do editor: Essa história foi publicada originalmente no blog Jornalismo nas Américas do Centro Knight, o predecessor do LatAm Journalism Review.

More Articles