texas-moody

Jornalista boliviano recebe ameaça de morte em mensagem no celular

  • Por Guest
  • 11 janeiro, 2011

Por Maira Magro

O jornalista Carlos Torres, correspondente da rádio Panamericana na cidade de Sucre, no sul da Bolívia, denunciou que recebeu uma ameaça de morte anônima por uma mensagem-texto em seu celular, informou a Associação Nacional da Imprensa. De acordo com ele, a ameaça estaria relacionada a sua participação numa campanha pela anulação de dois artigos da Lei Antirracismo, que para algumas entidades violam a liberdade de expressão.

mensagem enviada no dia 3 de janeiro ameaçava o jornalista de morte e o chamava de “mentiroso”, relata o Ifex. Torres, que também é secretário-geral da Federação Sindical de Trabalhadores da Imprensa do departamento de Chuquisaca, comunicou o episódio à polícia e foi informado que uma investigação será aberta se ocorrerem novas ameaças. A ANP pediu às autoridades que investiguem o caso.

A Lei Antirracismo foi aprovada em outubro e regulamentada em 5 de janeiro. Algumas entidades criticaram o regulamento, enquanto outras entendem que o texto solucionou as ambiguidades que preocupavam a imprensa.

Nota do editor: Essa história foi publicada originalmente no blog de jornalismo nas Américas do Centro Knight, o predecessor do LatAm Journalism Review.

Mais artigos