texas-moody

Prédio de jornal mexicano é incendiado no terceiro ataque ao mesmo veículo em apenas um mês

Um grupo de homens encapuzados ateou fogo a um dos prédios do jornal El Norte, na cidade de Monterrei, ao norte do México, no domingo, 29 de julho, informou o jornal.

Esse foi o terceiro ataque contra esse jornal em um mês: em 10 de julho, vândalos atacaram com uma granada tiros os escritórios dos suplementos La Silla e Linda Vista. Como nos ataques anteriores, não houve feridos, mas o primeiro piso do edifício sofreu danos.

Um vídeo de segurança revela que os indivíduos atacaram um guarda e logo espalharam combustível pelo local, segundo a revista Proceso. Após o ataque, uma patrulha da polícia do município de San Pedro deixou fugir o automóvel onde estavam os vândalos. Segundo a publicação, até o momento nenhum grupo criminoso reivindicou a autoria do ataque ou deixou pistas sobre o motivo do ato.

O jornal garante que sofreu seis ataques parecidos desde 2010, sem esclarecimento de nenhum deles.

A organização Artigo 19 exigiu medidas de proteção aos jornalistas do jornal El Norte e garante que a impunidade que prevalece no país aumentou a confiança dos autores dos ataques a cometer esse tipo de crime contra a imprensa mexicana.

O México é o país mais perigoso da América para jornalistas. Consulte este mapa sobre os ataques contra a imprensa no México, elaborado pelo Centro Knight para o Jornalismo nas Américas.

Nota do editor: Essa história foi publicada originalmente no blog Jornalismo nas Américas do Centro Knight, o predecessor do LatAm Journalism Review.

Mais artigos