texas-moody

Presidente do Equador quer subsidiar aumento salarial de jornalistas de veículos pequenos

O presidente do Equador e candidato à reeleição, Rafael Correa, anunciou que estuda um plano para subsidiar parte de um aumento salarial dos jornalistas "mal pagos", informou a EFE.

Em dezembro de 2012, o presidente decidiu equiparar o salário básico dos jornalistas ao dos professores, de 817 dólares - o que significou um aumento de pouco mais de 69% para os repórteres, acrescentou a AFP.

"Pedi ao ministério das Comunicações que prepare um plano de contingência para apoiar os veículos pequenos, sem capacidade de lucro, sem fins lucrativos, que não poderiam pagar salários maiores, para que o Estado possa ajudar a subsidiar esse salário", disse Correa à Radio Majestad, segundo a AFP.

Correa justificou o programa de subsídios afirmando que "uma imprensa verdadeiramente livre e independente é fundamental para a democracia", de acordo com a Europa Press. Segundo o presidente, o plano não valerá para as grandes empresas de comunicação, pois, para elas, "o que mais sobra é dinheiro e sempre exploram os trabalhadores", acrescentou a agência

A iniciativa é anunciada durante sua campanha à reeleição, no próximo dia 17 de fevereiro, destacaram as agências de notícias.

Nota do editor: Essa história foi publicada originalmente no blog Jornalismo nas Américas do Centro Knight, o predecessor do LatAm Journalism Review.

More Articles