texas-moody

FARC confirmam que jornalista francês está com o grupo guerrilheiro e é considerado prisioneiro de guerra

Uma guerrilheira das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC) confirmou, ao ler um comunicado para jornalistas, que o repórter francês Roméo Langlois está com o grupo guerrilheiro e é considerado prisioneiro de guerra, segundo a Radio Caracol.

Segundo o comunicado, o jornalista foi baleado no braço, mas recebeu cuidados médicos e passa bem, acrescentou a AFP.

Langlois desapareceu durante a cobertura de uma ação do Exército colombiano contra guerrilheiros, no sábado 28 de abril. O Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ) exigiu a libertação imediata do jornalista.

desaparecimento do jornalista havia levantado um debate sobre a presença do repórter em um ação militar, ainda que com capacete e colete à prova de balas, destacaram o Vanguardia e o El Colombiano. "É muito inconveniente que os jornalistas possam acompanhar o Exército em uma operação militar de alto risco”, disse à AFP Alfredo Rangel, diretor da Fundação Segurança e Democracia e especialista no conflito armado na Colômbia.

More Articles