texas-moody

Máfias, narcotráfico e censura: o arriscado trabalho diário de jornalistas em Veracruz, México

“Com cicatrizes profundas pela morte de 27 colegas e seis desaparecidos em 15 anos, jornalistas do estado mexicano de Veracruz enfrentam hoje novas ameaças às suas vidas e ao direito de informar, como mostra o assassinato e decapitação de Julio Valdivia.

A cobertura de tiroteios intensos está lentamente sendo deixada para trás. Quem exerce esta profissão em uma grande região territorial do Golfo do México enfrenta um duplo obstáculo, semelhante ao de muitas outras regiões do México, considerado um dos países mais perigosos para o exercício do jornalismo. ”

Ler o artigo original (Espanhol)

Mais artigos