texas-moody

Katherine Pennacchio

Katherine Pennacchio is a Venezuelan journalist. She has developed her career as part of media and non-governmental organizations. She co-founded Vendata.org, an innovative project for the liberation of information and publication of open data in Venezuela. She was also part of the team of the investigative journalism site, Armando.info, and of Runrun.es, where she participated in large-scale investigations such as the Panama Papers. Katherine has a master's degree in Investigative, Data and Visualization Journalism from the Editorial Unit and the Rey Juan Carlos University of Madrid and she is passionate about data analytics. She currently works as a freelancer.
______

Katherine Pennacchio es una periodista venezolana. Ella ha desarrollado su trayectoria entre medios de comunicación y organizaciones no gubernamentales. Co-fundó Vendata.org, un proyecto innovador de liberación de información y publicación de datos abiertos en Venezuela. También fue parte del equipo del portal especializado en periodismo de investigación, Armando.info y de Runrun.es, donde participó en investigaciones de envergadura como los Papeles de Panamá. Katherine tiene una maestría en Periodismo de Investigación, Datos y Visualización de la Unidad Editorial y la Universidad Rey Juan Carlos de Madrid y es una apasionada del análisis de datos. Actualmente trabaja como independiente .

Artigos recentes

Two people talking on a stage

Nova geração de jornalistas latino-americanos recebe prêmio por liderança e impacto social

A organização One Young World concedeu a Daniel Villatoro, da Guatemala, e María Paulina Baena, da Colômbia, o prêmio de Jornalistas do Ano 2022. LJR entrevistou ambos os jornalistas para saber suas impressões sobre o prêmio, como é fazer jornalismo desde a América Latina e a situação atual em seus países.

A map with arrows indicating migratory movement and images of journalists covering

Jornalistas latino-americanos forjam laços de colaboração durante o V Congresso Internacional de Jornalismo de Migração e Desenvolvimento na Espanha

Nos dias 5, 6 e 7 de outubro de 2022, na cidade de Mérida, na Espanha, foi realizada a quinta edição do Congresso Internacional de Jornalismo de Migração e Desenvolvimento, em que jornalistas de todo o mundo se reuniram para falar sobre jornalismo e migração, e também para construir redes e laços de colaboração. A LJR cobriu o evento e resume abaixo os destaques dos jornalistas latino-americanos presentes.

a laptop and a lupa

Convocatória aberta para fortalecer o jornalismo investigativo na América Latina em meio a desafios

O Consórcio para Apoiar o Jornalismo Independente na Região (CAPIR) abriu uma convocatória para financiar propostas de jornalismo investigativo nacional e transfronteiriço em vários países da América Latina. A LJR conversou com jornalistas que receberam apoio no ano passado sobre suas experiências e sobre as dificuldades que enfrentam ao fazer jornalismo investigativo.

a chained hand holding a microphone. In the background the Cuban flag.

Onda de renúncias de jornalistas em Cuba, fruto do assédio da Segurança do Estado

Nos últimos dois meses, pelo menos 12 jornalistas cubanos decidiram abandonar seus empregos ou deixar a profissão publicamente, como resultado do assédio que sofreram da Segurança do Estado cubano. As redes sociais têm sido o lugar onde os jornalistas geralmente tornam suas decisões públicas.

a street sign with the name Harvard on it

Conheça oportunidades de bolsas em universidades e organizações dos EUA que fizeram a diferença para jornalistas latino-americanos

Desde passar um ano acadêmico trabalhando em um projeto jornalístico até visitar e aprender com as melhores redações dos Estados Unidos, programas em universidades e organizações do país têm marcado a vida profissional de centenas de jornalistas latino-americanos. Descubra como seguir os passos deles e se candidatar às bolsas.

cuarto panel conferencia diversidad

No jornalismo, falar a verdade é também mostrar as diferenças, dizem panelistas da segunda conferência sobre diversidade do Centro Knight

No quarto painel da Segunda Conferência Latino-Americana sobre Diversidade no Jornalismo, foram apresentados produtos e iniciativas de fomento à diversidade, equidade e inclusão (DEI) no jornalismo latino-americano. Segundo os panelistas, a diversidade pode ser promovida tanto desde meios tradicionais como dos independentes, desde que seja algo feito com rigor.

'Devemos continuar trabalhando para denunciar e reduzir a censura atual, sem nos sacrificarmos': 5 perguntas para o ciberativista e jornalista venezuelano Luis Carlos Díaz

O ciberativista e jornalista venezuelano Luis Carlos Díaz demonstrou o poder de tecer redes na internet quando sofreu um desaparecimento forçado em 2019. Nesta entrevista, Díaz fala sobre seu caso e explica a situação da mídia e do jornalismo na Venezuela atual.

a computer

Jornalistas e outros comunicadores na América Latina refletem sobre a importância de aprender programação

Os avanços tecnológicos ao longo dos anos mudaram o perfil do jornalista e cada vez mais se assemelham a um profissional multifacetado que pode escrever, tirar fotografias, editar vídeo, gravar áudio e até mesmo programar. Este artigo, entrevistando profissionais de mídia na América Latina, tentou responder à pergunta: é vital para o jornalista de hoje aprender a programar?

“Jornalismo sempre é trabalho em equipe e construção coletiva”: um perfil do jornalista chileno Daniel Matamala, Prêmio Cabot 2022

O jornalista chileno Daniel Matamala foi selecionado como um dos vencedores do Prêmio Maria Moors Cabot 2022, na Escola de Jornalismo da Universidade de Columbia, em Nova York. Este perfil repassa sua trajetória jornalística, as mudanças nos últimos anos no contexto chileno e o significado deste reconhecimento.

Illustration of a woman with a dunkey

Jornalistas de cinco países da América Latina se unem para investigar sobre soberania alimentar

'Cultivar, distribuir e comer: o caminho para a soberania alimentar', uma pesquisa da Coalizão Latam apoiada pela IWMF, foi publicada em 9 de agosto. As histórias são contadas a partir das experiências das mulheres e das pessoas LGBTQ+ e a equipe criativa seguiu uma abordagem sensível à questão de gênero.