texas-moody

Silvia Higuera

Silvia A. Higuera Flórez is a Colombian journalist who has written for the Knight Center since 2012. She is interested in covering Latin American issues and human rights, especially the right to freedom of expression, and investigative journalism. She studied Social Communication and Journalism at Universidad Pontificia Bolivariana in Bucaramanga (Colombia), and received her Master's of Arts in Journalism from the University of Texas at Austin in 2015. She worked with the Office of the Special Rapporteur for Freedom of Expression of the Inter-American Commission on Human Rights (IACHR) under the Orlando Sierra fellowship during 2014. She also worked for the Colombian newspaper Vanguardia Liberal and wrote for different magazines about local, economic and public order issues. Her work has also appeared in The Miami Herald and El Nuevo Herald of Miami. Email: silvia.knightcenter@gmail.com

Silvia A. Higuera Flórez es una periodista colombiana que trabaja para el Centro Knight desde el 2012. Su interés periodístico es América Latina y los derechos humanos, particularmente el derecho a la libertad de expresión, así como el periodismo de investigación. Estudió Comunicación Social – Periodismo en la Universidad Pontificia Bolivariana de Bucaramanga (Colombia), y recibió su maestría en Periodismo en la Universidad de Texas, en Austin en 2015. Trabajó para la Relatoría Especial para la Libertad de Expresión de la Comisión Interamericana de Derechos Humanos (CIDH) en el marco de la beca Orlando Sierra, durante 2014. También hizo parte del diario Vanguardia Liberal y escribió para otras revistas colombianas cubriendo fuentes locales, económicas y judiciales. Algunos de sus trabajos han aparecido en The Miami Herald y El Nuevo Herald de Miami.

Silvia A. Higuera Flórez é uma jornalista colombiana e escreve para o Centro Knight desde 2012. Seu interesse jornalístico é a América Latina e os direitos humanos, nomeadamente o direito à liberdade de expressão. Estudou Comunicação Social – Jornalismo na Universidade Pontifícia Bolivariana de Bucaramanga, na Colômbia e completou seu mestrado em jornalismo na Universidade do Texas em Austin. Silvia trabalhou na Relatoria para a Liberdade de Expressão da CIDH pela bolsa Orlando Sierra, em 2014. Trabalhou para o jornal Vanguardia Liberal e escreveu para outras revistas colombianas cobrindo temas locais, econômicas e judiciárias. Alguns de seus trabalhos apareceram no The Miami Herald e no El Nuevo Herald de Miami.

Artigos recentes

Serafín Morán Santiago. (Facebook).

EUA concedem asilo a jornalista cubano Serafín Morán

Depois de quase quatro horas de audiência, um juiz do Estado do Texas, EUA, concedeu asilo ao jornalista cubano Serafín Morán Santiago, detido desde abril, segundo a organização por liberdade de imprensa Fundamedios USA.

Javier Ignacio Rebolledo Escobar. (Courtesy).

Juíza absolve jornalista chileno Javier Rebolledo, processado pelo crime de injúria por ex-militar condenado

O jornalista chileno Javier Rebolledo Escobar foi absolvido do crime de "injúrias graves com publicidade" do qual ele foi acusado por um ex-oficial do exército condenado por crimes contra a humanidade cometidos durante a ditadura de Augusto Pinochet (1973-1990), informou a EFE.

Juiz colombiano decide a favor de colunista após promotor entrar com ação na Justiça pedindo retificação

Um juiz colombiano rejeitou uma tutela - um recurso judicial no país para restaurar os direitos fundamentais - impetrado pelo promotor Daniel Hernández contra a jornalista María Jimena Duzán por causa de uma coluna de opinião, reportou a revista Semana.

Jornalista Claudia Julieta Duque apresenta caso contra a Colômbia à CIDH

Devido aos vários ataques contra a jornalista Claudia Julieta Duque e sua filha, María Alejandra Gómez, desde 2001, as duas apresentaram uma ação contra a Colômbia perante a Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) em 1º de outubro, segundo a Fundação Liberdade de imprensa (FLIP, por sua sigla em espanhol).

gavel

Promotor colombiano entra com ação contra jornalista; organizações de imprensa rechaçam ‘assédio judicial’

Depois de saber que um promotor colombiano apresentou uma tutela - o recurso judicial do país para restaurar os direitos fundamentais - contra a jornalista María Jimena Duzán devido a uma coluna de opinião, um escândalo eclodiu no país enquanto colegas e organizações de liberdade de expressão expressaram sua rejeição ao uso de esse mecanismo.

Pleno de la Asamblea de Ecuador estudiará reformas a la controversial Ley de Comunicación del país

Plenário de Assembleia do Equador irá estudar reformas para a controversa Lei de Comunicação do país

A Lei Orgânica de Comunicação (LOC) do Equador, considerada por organizações de defesa da liberdade de imprensa como a mais repressiva do continente, poderia ser reformada antes do final do ano de 2018.

SIP otorga el Gran Premio Libertad de Prensa 2018 al periodismo independiente de Nicaragua

SIP concede o Grande Prêmio Liberdade de Imprensa 2018 ao jornalismo independente da Nicarágua

Por "seu profissionalismo e valentia frente à violência indiscriminada do regime de Daniel Ortega", a Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP, na sigla em espanhol) concedeu o Grande Prêmio Liberdade de Imprensa 2018 ao jornalismo independente da Nicarágua, anunciou a organização neste 5 de setembro.

Serafín Morán Santiago (Facebook).

Juiz nega fiança a jornalista cubano que pede asilo nos EUA e está preso em centro de detenção de imigrantes

Um juiz de imigração do Texas negou fiança ao jornalista cubano Serafín Morán Santiago, que está em um centro de detenção no Estado desde 12 de abril, quando chegou ao território norte-americano, segundo a organização Fundamedios US.

Ángel Gahona. (Facebook).

Dois jovens são considerados culpados por assassinar um repórter na Nicarágua, apesar de objeções da família do jornalista

Os dois jovens afrodescendentes acusados de assassinar o jornalista Ángel Gahona no dia 21 de abril foram considerados culpados por um juiz de Manágua, capital da Nicarágua na noite de 27 de agosto, informou o Confidencial.

Diretor do Canal 10, na Nicarágua, busca refúgio na embaixada de Honduras em meio a acusações de perseguição contra o canal

A notícia de que Carlos Pastora, diretor-geral do Canal 10, na Nicarágua, buscou refúgio na embaixada hondurenha em Manágua, despertou rumores sobre a suposta perseguição do governo de Daniel Ortega contra o canal.