texas-moody

Silvia Higuera

Silvia A. Higuera Flórez is a Colombian journalist who has written for the Knight Center since 2012. She is interested in covering Latin American issues and human rights, especially the right to freedom of expression, and investigative journalism. She studied Social Communication and Journalism at Universidad Pontificia Bolivariana in Bucaramanga (Colombia), and received her Master's of Arts in Journalism from the University of Texas at Austin in 2015. She worked with the Office of the Special Rapporteur for Freedom of Expression of the Inter-American Commission on Human Rights (IACHR) under the Orlando Sierra fellowship during 2014. She also worked for the Colombian newspaper Vanguardia Liberal and wrote for different magazines about local, economic and public order issues. Her work has also appeared in The Miami Herald and El Nuevo Herald of Miami. Email: silvia.knightcenter@gmail.com

Silvia A. Higuera Flórez es una periodista colombiana que trabaja para el Centro Knight desde el 2012. Su interés periodístico es América Latina y los derechos humanos, particularmente el derecho a la libertad de expresión, así como el periodismo de investigación. Estudió Comunicación Social – Periodismo en la Universidad Pontificia Bolivariana de Bucaramanga (Colombia), y recibió su maestría en Periodismo en la Universidad de Texas, en Austin en 2015. Trabajó para la Relatoría Especial para la Libertad de Expresión de la Comisión Interamericana de Derechos Humanos (CIDH) en el marco de la beca Orlando Sierra, durante 2014. También hizo parte del diario Vanguardia Liberal y escribió para otras revistas colombianas cubriendo fuentes locales, económicas y judiciales. Algunos de sus trabajos han aparecido en The Miami Herald y El Nuevo Herald de Miami.

Silvia A. Higuera Flórez é uma jornalista colombiana e escreve para o Centro Knight desde 2012. Seu interesse jornalístico é a América Latina e os direitos humanos, nomeadamente o direito à liberdade de expressão. Estudou Comunicação Social – Jornalismo na Universidade Pontifícia Bolivariana de Bucaramanga, na Colômbia e completou seu mestrado em jornalismo na Universidade do Texas em Austin. Silvia trabalhou na Relatoria para a Liberdade de Expressão da CIDH pela bolsa Orlando Sierra, em 2014. Trabalhou para o jornal Vanguardia Liberal e escreveu para outras revistas colombianas cobrindo temas locais, econômicas e judiciárias. Alguns de seus trabalhos apareceram no The Miami Herald e no El Nuevo Herald de Miami.

Artigos recentes

Equador insistirá em reformas da CIDH

O governo do Equador insiste em propor à Organização de Estados Americanos, OEA, reformas ao Sistema Interamericano de Direitos Humanos, SIDH, e à Comissão Interamericana de Direitos Humanos, CIDH, segundo o jornal La Hora.

Jornalista mexicana no exílio aponta falhas do mecanismo de proteção a jornalistas do país

Em entrevista à organização Repórteres Sem Fronteiras, a jornalista mexicana Verónica Basurto Gamero, que vive em exílio desde março, apontou as falhas do Mecanismo de Proteção aos Jornalistas que funciona em seu país. Basurto saiu de seu país após dois meses de ameaças e perseguições que a fizeram duvidar da “credibilidade” deste mecanismo de proteção.

Segurança e acesso à informação, preocupações da SIP em Honduras

A restrição à informação por parte de entidades oficiais, a segurança dos jornalistas e o projeto de lei de telecomunicações em Honduras são os temas que mais preocupam a comissão da Sociedade Interamericana de Imprensa, SIP, que visita o país desde o dia 27 de maio.

Relatório da Anistia Internacional faz alertas sobre liberdade de expressão nas Américas

Bolívia, Cuba, Equador, México, República Dominicana e Porto Rico foram os países das Américas que, de acordo com o Relatório 2013 da Anistia Internacional 'O estado dos Direitos Humanos no Mundo' apresentaram casos de violações ou possíveis ameaças à liberdade de expressão durante 2012.  

Gangues criminosas são a nova ameaça para a imprensa na Colômbia, segundo o CPJ

Apesar da redução da violência na Colômbia, os grupos armados do país continuam sendo uma das maiores ameaças para a imprensa do país.

"Discurso estigmatizante" de Correa fomentaria agressões contra a imprensa no Equador, garantem organizações P

O Presidente do Equador, Rafael Correa, faz contra os meios de comunicação e os jornalistas por meio de seu programa “Enlace Ciudadano” que geram mais preocupação entre organizações como a Fundamedios ou a Relatoria Especial para a Liberdade de Expressão da Comissão Interamericana de Direitos Humanos.

Unesco planeja ações por liberdade de imprensa e segurança de jornalistas na América Central

Preocupada com o estado da liberdade de imprensa e segurança dos jornalistas de países da América Central, a Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco) está viajando por esses países, onde tem se encontrado com diferentes setores dos meios de comunicação.

Peruanos fazem campanha para proteger liberdade na internet durante as negociações do Acordo Transpacífico

Por meio de uma campanha online, diferentes organizações da sociedade civil peruana buscam recolher assinaturas para exigir que o presidente do país estabeleça limites claros em pontos “não negociáveis” durante as negociações do Acordo Trans-Pacífico (TPP, na sigla em inglês), que pode afetar seus cidadãos em temas como a liberdade na internet.

Jornalista mexicana Sandra Rodríguez recebe bolsa Nieman e é a única latino-americana da turma de 2014

A célebre jornalista mexicana Sandra Rodríguez Nieto foi selecionada para ser membro da turma de 2014 dos Nieman Fellows na Universidade Harvard.

Colômbia em alerta após duas semanas de ataques contra a imprensa

Em pouco mais de duas semanas, o jornalismo colombiano teve que enfrentar um de seus maiores medos: o ressurgimento da violência como mecanismo censurador da liberdade de imprensa, algo comum durante o apogeu dos grupos armados e dos cartéis do narcotráfico.