texas-moody

Silvia Higuera

Silvia A. Higuera Flórez is a Colombian journalist who has written for the Knight Center since 2012. She is interested in covering Latin American issues and human rights, especially the right to freedom of expression, and investigative journalism. She studied Social Communication and Journalism at Universidad Pontificia Bolivariana in Bucaramanga (Colombia), and received her Master's of Arts in Journalism from the University of Texas at Austin in 2015. She worked with the Office of the Special Rapporteur for Freedom of Expression of the Inter-American Commission on Human Rights (IACHR) under the Orlando Sierra fellowship during 2014. She also worked for the Colombian newspaper Vanguardia Liberal and wrote for different magazines about local, economic and public order issues. Her work has also appeared in The Miami Herald and El Nuevo Herald of Miami. Email: silvia.knightcenter@gmail.com

Silvia A. Higuera Flórez es una periodista colombiana que trabaja para el Centro Knight desde el 2012. Su interés periodístico es América Latina y los derechos humanos, particularmente el derecho a la libertad de expresión, así como el periodismo de investigación. Estudió Comunicación Social – Periodismo en la Universidad Pontificia Bolivariana de Bucaramanga (Colombia), y recibió su maestría en Periodismo en la Universidad de Texas, en Austin en 2015. Trabajó para la Relatoría Especial para la Libertad de Expresión de la Comisión Interamericana de Derechos Humanos (CIDH) en el marco de la beca Orlando Sierra, durante 2014. También hizo parte del diario Vanguardia Liberal y escribió para otras revistas colombianas cubriendo fuentes locales, económicas y judiciales. Algunos de sus trabajos han aparecido en The Miami Herald y El Nuevo Herald de Miami.

Silvia A. Higuera Flórez é uma jornalista colombiana e escreve para o Centro Knight desde 2012. Seu interesse jornalístico é a América Latina e os direitos humanos, nomeadamente o direito à liberdade de expressão. Estudou Comunicação Social – Jornalismo na Universidade Pontifícia Bolivariana de Bucaramanga, na Colômbia e completou seu mestrado em jornalismo na Universidade do Texas em Austin. Silvia trabalhou na Relatoria para a Liberdade de Expressão da CIDH pela bolsa Orlando Sierra, em 2014. Trabalhou para o jornal Vanguardia Liberal e escreveu para outras revistas colombianas cobrindo temas locais, econômicas e judiciárias. Alguns de seus trabalhos apareceram no The Miami Herald e no El Nuevo Herald de Miami.

Artigos recentes

Jornalista chileno pode ser preso se condenado por difamação; especialistas alertam para impacto na liberdade de imprensa

O caso do jornalista chileno Javier Ignacio Rebolledo Escobar, que enfrenta uma possível sentença de prisão por injúria (difamação), pode ter efeitos negativos sobre a liberdade de imprensa no país sul-americano.

Onda de ameaças a jornalistas na Colômbia preocupa e desperta memória de anos de violência contra a imprensa

Quando pelo menos sete jornalistas foram ameaçados em menos de uma semana, os alarmes soaram no país. As vítimas dessas ameaças têm carreiras reconhecidas no país e, em alguns casos, foram vítimas de outros ataques no passado.

Relatório do CPJ: Equador se distancia da repressão à mídia, mas jornalistas continuam trabalhando com cautela

A repressão e o medo que o governo do presidente Rafael Correa (2007 - 2017) impôs aos meios de comunicação e jornalistas equatorianos aparentemente está chegando ao fim, depois da chegada de Lenin Moreno ao poder em maio de 2017, segundo relatório recente do Comitê para a Proteção de Jornalistas (CPJ).

Corte Interamericana condena o Brasil pelo assassinato de jornalista Vladimir Herzog em 1975, durante a ditadura militar

A Corte Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) condenou o Brasil pela negligência em investigar, processar e punir os culpados pela tortura e assassinato do jornalista Vladmir Herzog em 1975, no contexto da ditadura militar no país

La periodista Carmen Aristegui visitó UT Austin en 2016 para dar una charla sobre la democracia en México.

Demissão de jornalista Carmen Aristegui foi ilegal, confirma tribunal federal mexicano

Três anos depois de ter sido tirada do ar, um tribunal federal mexicano decidiu que a demissão de Carmen Aristegui do grupo de rádio MVS foi ilegal.

O caso de Nelson Carvajal Carvajal no projeto Impunidad

Corte Interamericana condena Colômbia pelo assassinato em 1998 do jornalista Nelson Carvajal Carvajal

A Corte Interamericana de Direitos Humanos (Corte IDH) considerou o Estado colombiano como responsável pelo homicídio do jornalista Nelson Carvajal Carvajal em 1998 e por não garantir o direito da vítima à liberdade de expressão.

Campanha colombiana que reescreve manchetes busca mudar hábitos sexistas no jornalismo

"Que melhor maneira de fazer isso do que desde um exercício de reescrever as manchetes de que, embora às vezes se pense que estão bem escritas do ponto de vista da geração de informações, se você olhar para elas com um foco muito mais consciente da realidade, pode descobrir que contêm elementos sexistas ", disse Andrés Mompotes, subdiretor do El Tiempo, ao Centro Knight.

Homens tentam incendiar casa de Gregorio Jiménez, jornalista mexicano assassinado em 2014

Dois homens foram detidos após tentar incendiar a casa da família de Gregorio Jiménez de la Cruz, jornalista mexicano assassinado em Veracruz em 2014.

Corte Interamericana analisa caso do homicídio do jornalista colombiano Nelson Carvajal Carvajal após dois dias de audiência

Durante dois dias, a Corte Interamericana de Direitos Humanos (Corte IDH), com sede na Costa Rica, realizou uma audiência pública sobre o caso contra o Estado colombiano pelo assassinato do jornalista Nelson Carvajal Carvajal, ocorrido no dia 16 de abril de 1998.

Ex-paramilitares não serão beneficiados com sentenças reduzidas em relação a ataque contra jornalista colombiana Jineth Bedoya

A Suprema Corte de Justiça da Colômbia confirmou a exclusão dos benefícios oferecidos pela Lei de Justiça e Paz a dois ex-chefes paramilitares por considerar que eles não disseram a verdade na investigação sobre o caso de sequestro, tortura e violência sexual contra a jornalista Jineth Bedoya Lima, ocorrido há 17 anos, informou o jornal El Tiempo.